Cada tipo de campanhas de marketing online tem os seus prós e contras. A escolha é determinada tendo em conta os canais de venda escolhidos (por exemplo, website, email marketing, newsletters, ou app mobile), o tráfego gerado, os objectivos de vendas, entre outros. Por exemplo se o objectivo da campanha online for a inscrição numa base de dados, a melhor solução seria uma campanha de PPL. Se o objetivo da campanha online for aumentar as vendas de uma loja e-commerce, então a melhor campanha seria de PPS.

 

As campanhas Pay-per-sale não requerem um investimento inicial por parte das empresas, ou seja, não pagam pelos leads gerados, que muitas vezes não se convertem em resultados, mas pagam apenas pelas vendas geradas através da campanha. Desta forma existe um risco reduzido para os empresários que querem investir neste tipo de campanhas.

 

Por outro lado as campanhas de pay-per-leads podem ser atrativas para compras maiores e com ciclos de venda mais longos ao invés de uma compra imediata. Se os consumidores não efectuarem a compra logo após o click-through no anúncio então este tipo de campanha poderá ser o mais indicado. Além de que a comissão paga pela geração de leads é normalmente mais barata que a comissão gerada pela venda. Também se o objetivo do anúncio for para atender a uma fase anterior à venda no funil de vendas, então uma estratégia de PPL pode ser mais eficaz.

 

Para saber qual dos métodos será o ideal para o seu modelo de negócio, a melhor opção será testar as duas opções.