Alguns Erros do Google Adwords

O Google Adwords é uma ferramenta essencial que ajuda a promover a empresa, mas por vezes surgem dificuldades em conseguir extrair resultados, o que em grande parte do problema é a utilização incorreta do Adwords e alguns erros cometidos. 

A sua utilização nem sempre é fácil , achamos que estamos a fazer as coisas corretas e não estamos, tudo isso leva a que as campanhas não sejam as mais corretas e podemos estar a perder dinheiro.

 

Erros cometidos:

1. Selecionar o tipo de anúncio mais adequado

Devemos começar por escolher o tipo de anúncio mais adequado à nossa empresa e ao nosso objetivo. Logo no inicio aparece uma opção que nos pede para escolher entre um anúncio de Rede de Display e outro na Rede de Pesquisa.

Anúncio na Rede Display indica-nos que estamos a pagar ao Adwords para que a marca em si seja exposta, através de publicidade, em blogs, sites parceiros que se dedicam às mesmas temáticas, entre outros. Os utilizadores do Google Adsense podem integrar nos seus espaços de maneira a receberem dinheiro mediante o número de cliques.

Anúncio na Rede de Pesquisa, o anúncio aparecerá junto aos resultados da pesquisa quando alguém pesquisar termos semelhantes às palavras-chave. Esta utilização é das mais clássicas na publicidade Adwords, uma vez que se integra entre os motores de pesquisa.

Ambos anúncios têm funções distintas e ajustam-se ás necessidades da marca, por isso é essencial definir bem qual a sua Rede a utilizar.

2. Anúncios por Região

A segmentação irá depender da sua atividade, se atua localmente ou não. É importante saber e segmentar uma vez que poderá estar a perder dinheiro se não o fizer, porque a sua mensagem poderá ser divulgada em espaços que não interessam para si.

É muito fácil e simples só tem de ver se os produtos que comercializa se podem ou não serem vendidos por todos país ou para outros países. Caso o meio seja ainda mais pequeno é também possível de o fazer, criando um anúncio regional, assim atuará a nível regional e gastará exatamente aquilo que deve e não fugindo ao público-alvo que pretende, fazendo uma boa segmentação.

3. Perfil do Público

Como vimos anteriormente a segmentação por região, também podemos fazê-lo para o público, basta direccionar o seu negócio apenas para um grupo especifico de pessoas. O Google Adwords tem essa mais valia de podermos segmentar a audiência conforme o perfil indicado de cada empresa.

Antes de começar a segmentar reflita e veja quem realmente é o seu público, o que mais procuram eles nos seus produtos ou serviços, entre outros elementos.

Quanto mais personalizado for o anúncio, maior é a probabilidade de aumentar as hipóteses de conversão, basta colocarmo-nos na posição do outro lado e vermos se a mensagem desperta em nós algum interesse.

4. Palavras-Chave de Cauda Longa

O que acontece muitas vezes é ignorarmos as palavras-chave de cauda longa que surgem nos resultados pelo Planeador de Palavras-Chave.

Estas palavras-chave de cauda longa que surgem com um número reduzido de pesquisas, permitem captar a atenção do público, possuem cliques mais qualificados uma vez que não levam respostas vagas a quem pesquisa. Isso influencia diretamente o ROI, já que as chances de conversão são maiores.

Quanto mais próximo da resposta o visitante chegar à pesquisa, maior será a problabilidade de ele clicar. Facilitar o seu caminho é fundamental para que o objetivo da página seja alcançado.

5. Acompanhar Resultados da Campanha

Estar a par das evoluções da campanha bem como alterações caso necessárias são sem dúvida uma mais valia, lembre-se que estará a gastar dinheiro que por vezes não está a ser aplicado corretamente ou até poderá estar a ser utilizado desnecessariamente.

O erro de muitas campanhas que acabam por não ter resultados positivos é o facto de se esquecerem dela, de não fazerem as alterações devidas, de não a acompanhar em tempo real.