Suporte

REDES & TELECOM Dois mil milhões de pessoas vão aceder à Internet via dispositivos móveis em 201

Data de publicação: 2015-12-21

Com o objetivo de desvendar aquilo que os utilizadores fazem online, a IDC fez um estudo, intitulado "How the World Uses the Internet", que contou com um olhar global sobre os  internautas e as suas práticas online.

O crescimento do acesso expandiu-se por todo o mundo, mais rapidamente em alguns países do que noutros.

Os países que lideram esta tendência e que irão integrar quase metade dos ganhos em relação ao acesso online, durante os próximos cinco anos, são a China, Índia e Indonésia.

Através da combinação de dispositivos low cost e de redes wireless a preços baixos, o acesso tornou-se mais fácil para os países com populações que anteriormente não conseguiam pagar estes equipamentos.

O número total de utilizadores de Internet está previsto subir a um ritmo de dois por cento anualmente até 2020, a não ser que sejam introduzidos novos métodos de acesso.

A Google, SpaceX, Facebook, entre outros, já se encontram a reunir esforços para disponibilizar Internet às restantes quatro mil milhões de pessoas, através de aviões de grande altitude, balões e satélites. No entanto, o nível de sucesso destes esforços ainda não é significante.

"Durante os próximos cinco anos o crescimento global do número de pessoas a acederem à Internet exclusivamente através de dispositivos móveis irá crescermais de 25 por cento por ano, enquanto a quantidade de tempo que lhes dedicamos continuará a aumentar. Esta alteração da forma como acedemos à Internet está a alimentar um crescimento explosivo do comércio móvel e da publicidade", refere Scott Straw, program director, strategic advisory service.

Os hábitos dos utilizadores online

Ao medir-se aquilo que os utilizadores da Internet fazem online verificou-se que mais de mil milhões de pessoas utilizam a Internet para aceder a serviços bancários, ouvir música e procurar emprego.

Mais de dois mil milhões de utilizadores leem notícias online e utilizam o e-mail para variados fins, enquanto mais do que nunca a Internet é um meio para realizar compras.

Em 2016, mais de 100 mil milhões de dólares serão gastos para viagens, livros, CD e DVD, download de aplicações e cursos online.

Este tipo de utilização é potenciado pelas plataformas de pagamento que transformam  os pagamentos online e offline mais simples e seguros.

Fonte: Itchannel

 

 



Voltar
Peça já um orçamento